A Câmara Municipal de Sapucaia aprovou por unanimidade, nesta segunda-feira, dia 30 de outubro, o Projeto de Lei Nº 056/2017, enviado pelo Executivo, que institui o auxílio-alimentação aos servidores públicos municipais ativos da administração direta e indireta da cidade.

De acordo com o projeto, enviado pelo prefeito Fabrício Baião, ainda que em momento de crise financeira e recuperação fiscal, coube à administração tomar a iniciativa de prestigiar, em seu mês comemorativo, os servidores que se empenham para servir as crianças, idosos e famílias, e que necessitam de apoio financeiro para que sua jornada seja mais leve no atendimento à população.

O valor do auxílio, inicialmente, será de R$ 140,00 e evoluirá, gradativamente, para R$ 210,00 até o ano de 2020, caso o cenário econômico continue adverso; mas a situação pode ser reavaliada se houver uma melhoria na economia e na gestão fiscal municipal.

Pela lei, ficou estabelecida a exclusividade do uso do auxílio, que será viabilizado em cartão, para compra de gêneros alimentícios em estabelecimentos da cidade e seus distritos. Isto deverá injetar o valor aproximado de R$ 5.682.902,69 na cadeia produtiva de fornecimento e gêneros alimentícios de Sapucaia, no período de 2017 a 2020.

De acordo com o prefeito Fabrício Baião, a intenção é de que, além de favorecer o servidor e o comércio, o auxílio-alimentação seja uma ação que também gere emprego e renda para a população. “O bem-estar dos cidadãos e o desenvolvimento econômico de Sapucaia estão entre nossas prioridades”, afirma Baião.

A previsão é de que os servidores recebam o cartão no mês de dezembro. Até lá, será feito o cadastramento dos usuários e o credenciamento dos estabelecimentos locais.