Sexta-feira, 07 de Agosto de 2020
Cidade

Prefeitura de Três Rios intensifica mutirões de combate ao Aedes aegypti em todos os pontos da cidade

Três Rios / RJ

Publicada em 31/01/20 às 17:40h - 51 visualizações

por Ascom: PMTR


Compartilhe
   

Link da Notícia:

A equipe vem trabalhando incansavelmente em todos os bairros da cidade  (Foto: )

Participação da população é fundamental na prevenção à dengue, zika e chikungunya

A Prefeitura de Três Rios, através da Secretaria Municipal de Saúde, está realizando diariamente mutirões de combate ao mosquito Aedes aegypti. Desde o final do ano passado com a temperatura mais alta e o maior volume de chuvas, o trabalho do governo municipal tem sido intenso para eliminar possíveis criadouros do mosquito e conscientizar a população sobre os cuidados para prevenção de doenças como dengue, zika e chikungunya.


São 42 agentes e 6 supervisores da Vigilância Ambiental percorrendo todos os bairros e o Centro da cidade, de acordo com cronograma da Secretaria de Saúde. Nos últimos dias, as ações aconteceram no Triângulo, Vila Paraíso, Ponte das Garças, Ponto Azul, Pilões, Moura Brasil, Vila Isabel e Centro. Já nos próximos dias, a equipe realiza os mutirões nos bairros Nova Niterói, Cantagalo, Werneck Marine/Vale dos Barões, Caixa D'água, Portão Vermelho, Jardim Primavera, Jardim Glória, Cidade Nova, Purys, Boa união, Santa Terezinha e Monte Castelo.

População deve redobrar os cuidados para eliminar criadouros do mosquito

A Prefeitura de Três Rios convoca a população a ajudar no combate ao Aedes  e prevenir a dengue, zika e chikungunya. O período do verão é o mais propício à proliferação do mosquito por causa das chuvas e consequentemente é a época de maior risco de infecção por essas doenças.

A população deve ficar atenta e redobrar os cuidados para eliminar possíveis criadouros do mosquito, eliminando água armazenada que podem se tornar possíveis criadouros, como em vasos de plantas, lagões de água, pneus, garrafas plásticas, piscinas sem uso e sem manutenção, e até mesmo em recipientes pequenos, como tampas de garrafas. Medidas simples pode ser adotadas, como substituir a água dos pratos dos vasos de planta por areia; deixar a caixa d´água tampada; cobrir os grandes reservatórios de água.

Quando o foco do Aedes Aegypti é detectado e não pode ser eliminado pelos moradores ou pela população, como em terrenos baldios ou lixos acumulados na rua, a Secretaria Municipal de Saúde deve ser acionada para remover os possíveis focos/criadouros. É necessário que cada um faça sua parte, eliminando todos os possíveis focos de proliferação do mosquito.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (24) 9 9223-5876

Visitas: 86514
Usuários Online: 36
Copyright (c) 2020 - Manchete Jornal - Atendimento de segunda a sexta das 8h às 12h e das 13h às 18h.