A cidade de Comendador Levy Gasparian, como a demais cidades do interior vem cresce dia após dia, e esse crescimento natural precisa ser acompanhado em todos os seus âmbitos que abrange desde a educação, a saúde, a habitação e a infraestrutura que subjacentemente compreende as indústrias e os comércios em suas varias gamas de seguimentos.

Porém a população gasparienses ainda é migrada a conviver com o desrespeito imposto por alguns comerciantes que além de agredir indiretamente pelo péssimo atendimento e pelos preços abusivos, também agride de forma agressiva quando os mesmos (consumidores / clientes) buscam exercer os seus direitos que são garantidos por Lei, essa agressividade se torna mais evidente quando o consumidor é mulher ou idoso(sa) como foi constatado pela nossa reportagem durante dois meses.

E na manhã desta segunda-feira (08) o nosso produtor sofreu na pele o que vários gasparienses sofrem todos os dias, ele chegou às 11H30 na única Casa Lotérica que fica no centro da cidade e só foi atendido às 13H45, ou seja, ele permaneceu na fila por “duas horas e quinze minutos” para conseguir pagar duas faturas, e o motivo desta imensa demora, foi o fato de haver somente um único caixa funcionando. Ao conversar com algumas pessoas que estava na fila, ele foi informado que o problema acontece todos os dias, e também que este estabelecimento só abre às 9H, enquanto outros, por exemplo, na cidade vizinha, abre às 8H.

Outro problema destacado pelos clientes é que a Casa Lotérica na maioria das vezes não tem dinheiro disponível para saque, o que gera transtorno para muitos que na necessidade são obrigados a irem até a cidade de Três Rios para realizar o saque em sua conta poupança ou corrente, afirmou vários usuários deste estabelecimento comercial.  

A nossa produção entrou em contato com a Caixa Econômica Federal para falar sobre o assunto, porém o responsável não foi encontrado, porém a nossa produção tentará falar com o responsável regional pela fiscalização das Casas lotéricas em nossa região, para sabermos quais critérios são exercidos para que o estabelecimento possa prestar serviço a Caixa econômica Federal como posto de atendimento.