Estiveram reunidos hoje, na sede do Programa de Fiscalização "Olho no Verde", do Governo do Estado do Rio de Janeiro, através da SEA e do Inea, o subsecretário estadual do ambiente, Rafael Ferreira e o coordenador regional do ICMBio, Ricardo Raposo, para a reunião de avaliação do planejamento da fiscalização 2018 com o uso dessa ferramenta que é capaz de identificar desmatamentos dentro e/ou próximos das Unidades de Conservação estaduais e federais. A intenção é propor a toda a cadeia de fiscalização cada vez mais a integração entre os órgãos ambientais de modo que os alertas do Olho no Verde, do Inea, possam ser verificados e monitorados por quem tenha a atribuição das áreas. Já o ICMBio, através do seu PLANAF 2018, pode reforçar a presença de agentes públicos de todas as polícias (PM, UPAm, IBAMA, PF, PRF, GMs etc) com pagamentos de diárias para as operações que podem, no curto prazo, desencadear uma maior presença ostensiva nas áreas protegidas e desencadear uma sensação de segurança para as comunidades do entorno.