Zé Ricardo diz que grupo vai acreditar enquanto tiver o mínimo de chances e discurso foi comprado pelos jogadores. Jean garante equipe forte para encarar momento decisivo

Legenda: Grupo do Vasco mantém confiança em conseguir uma vaga na próxima Libertadores (Foto: Paulo Fernandes/Vasco)

Foto: LANCE!

Vasco jogou mal contra o Atlético-PR, foi derrotado por 3 a 1, perdeu invencibilidade de 11 jogos, uma posição na tabela e viu suas chances de ir para a Libertadores do ano que vem diminuírem para 14%. Porém, faltando duas rodadas para o fim do Brasileirão, nada disso desanima o Cruz-Maltino na luta pela classificação para a competição continental. O técnico Zé Ricardo disse que enquanto houver qualquer porcentagem de chance, o grupo vai acreditar.

O discurso do treinador não é da boca para fora e foi comprado pelos jogadores. Segundo Jean, não tem nada perdido ainda e o time precisa continuar focado no objetivo. O volante lembra que o time calou a boca de muitos críticos que disseram que iria brigar por rebaixamento e tem qualidade para buscar um lugar na Libertadores de 2018

- Não tem nada perdido. Então, agora é manter o foco. Estamos mais próximos da vaga em relação ao que as pessoas falavam que íamos brigar por rebaixamento. Temos qualidade para brigar por uma Libertadores. Mas vale acreditar do que ficar desanimado - disse Jean, que completou:

- Vamos acreditar até o fim. O professor Zé Ricardo tem razão, compramos a luta dele, que é o objetivo do clube. A missão Libertadores ainda está de pé.

Sem poder vacilar contra Cruzeiro, no Mineirão, e Ponte Preta, fora de casa, Jean acredita que o Vasco está forte para passar por esse momento de decisão. Isso porque o grupo já passou por muitas coisas este ano, que deixaram a equipe mais 'cascuda'.

- Não tem nada que tire esse foco da gente, até porque muitas coisas aconteceram esse ano para tentar tirar esse foco, com muitas coisas extra-campo também. Mesmo com tudo isso ficamos de pé, a torcida comprou nossa briga, o time lutou dentro de campo. Não tenho dúvidas que mais do que nunca estamos fortes e bem para lutar nesses dois jogos como em uma final e classificar para a Libertadores - comentou Jean.